Saiba como é aplicado o golpe do entregador

É bem provável que você já ouviu falar do golpe do entregador. Inúmeras notícias relataram (e continuam mostrando) como ele funciona e, mesmo assim, muitas pessoas ainda são diariamente vítimas de golpistas. Parte dos golpistas são até mesmo entregadores credenciados pelos aplicativos de delivery.

Leia também:

Cuidados com empréstimos via internet para não cair em golpes

Golpes pelo WhatsApp: saiba se defender

Cuidados com golpes e fraudes na internet durante a pandemia

Como funciona o golpe do entregador

Quando você faz um pedido de comida por um dos aplicativos de delivery, o pagamento é automático. Ou seja, o valor é lançado diretamente no seu cartão de crédito.

Com a finalidade de lesar o consumidor, os entregadores golpistas enviam uma mensagem para você pelo chat do próprio aplicativo pedindo o seu número do WhatsApp. Dizem que é para facilitar a comunicação com o consumidor. Eles justificam alegando que o chat do aplicativo de delivery trava muito.

Depois que você passar seu número do WhatsApp, o entregador te envia mensagem informando que houve problemas com o pagamento via aplicativo. Ainda, informa que está levando máquina de cartão para a cobrança. Ao fazer a entrega da comida, pede seu cartão para passar na máquina. Só que a compra já havia sido paga via aplicativo. Ou seja, você paga duas vezes.

Troca de máquina

Da mesma forma, não ficam livres do golpe do entregador os consumidores que optam por fazer o pagamento na hora da entrega da refeição. Muitos acreditam ser mais seguro passar o cartão na máquina do que pagar pelo aplicativo.

Aí, o golpe é outro. O entregador chega com a máquina do cartão da empresa de comida e passa o seu cartão. Entretanto, faz uma “trambicagem” para aparecer uma mensagem de “erro” e te mostra a máquina.

Depois, ele pega outra máquina de cartão, geralmente com o visor quebrado, e digita um valor de compra muito superior ao anunciado.

Conclusão: você paga a mesma compra duas vezes – via a máquina do estabelecimento comercial e pela máquina do golpista. Só que nesta segunda, o valor pode ser elevadíssimo.

Para não cair no golpe

A fim de levar a informação a seus clientes, os bancos oferecem aos seus correntistas um serviço de mensagem que informa, quase que em tempo real, o valor que foi lançado em seu cartão de crédito e para quem.

Se você gosta de comprar via delivery e ainda não baixou este serviço de mensagem, procure saber como funciona. Ele pode te ajudar a não cair no golpe do entregador.

Especialistas em golpes virtuais orientam que antes de passar o cartão pela segunda vez, você deve conferir se o valor já foi lançado em seu cartão por meio deste serviço oferecido pelos bancos.

Caiu no golpe. O que fazer

Ao perceber que foi vítima de um golpe, você deve registrar Boletim de Ocorrência numa delegacia ou pelo site da Delegacia de Polícia Virtual. Basta uma busca na internet e você encontrará o endereço virtual em sua cidade.

Estes golpes aplicados por entregadores de delivery são considerados estelionato, crime previsto no artigo 171 do Código Penal com pena de reclusão.

Reclamar no banco?

Muitas vítimas do golpe do entregador até tentaram buscar o ressarcimento do valor com o banco ou a administradora do cartão de crédito. Mas reaver o dinheiro é praticamente impossível, porque você digitou a senha. Ou seja, autorizou a cobrança.

Então vamos ficar bem espertos pra não ter dor de cabeça, né?

Consulte grátis seu CPF e SCORE
Comece agora uma nova vida financeira