Portabilidade bancária é um direito do consumidor

A portabilidade bancária é um direito seu, garantido pelo Banco Central. Ela permite que você transfira sua conta salário, seus empréstimos, os consignados e financiamentos para outra instituição financeira que possa te oferecer condições mais atrativas.

Leia também:

Entenda o que é a portabilidade de crédito

Saiba como fazer o pagamento por aproximação

Dicas para quem quer sair do vermelho e viver numa Boa

O que é portabilidade bancária

Como dissemos acima, é um direito do cidadão de escolher com qual banco deseja manter relacionamento. Isso significa que se ele encontrar condições mais favoráveis em outro banco, pode solicitar a transferência de sua conta corrente, de recebimento de seu salário ou de seus financiamentos quando desejar.

Essas condições podem ser custo menor da cesta de manutenção da conta, menores taxas de juros em financiamentos, empréstimos, consignados, maior limite de crédito, etc.

Como fazer a portabilidade bancária

Abra uma conta corrente no banco escolhido. Pode ser nas instituições tradicionais ou em algum banco digital.

Não esqueça de cancelar as contas em débito automático da conta antiga e solicitar que elas sejam lançadas na nova conta.

Portabilidade de conta salário

Você pode também optar por receber seu salário na nova conta corrente e não na sua conta salário. Esta última é aberta em seu nome numa instituição financeira na qual o seu empregador é parceiro.

Mas você não precisa ficar vinculado a esta conta salário e pode solicitar os depósitos de seus ganhos diretamente na sua conta corrente, sem nenhum custo. Por determinação do Banco Central, os bancos não podem cobrar nenhuma taxa para a portabilidade de salário.

Funciona assim: sempre que a empresa depositar seus proventos na conta salário, o valor é transferido automaticamente para a conta corrente que você deseja receber os valores. Você não precisará fazer nenhuma ação para que isso ocorra.

Para fazer a portabilidade da conta salário, basta fazer o pedido diretamente no banco no qual pretende receber o valor. Você terá de informar o CNPJ de seu empregador e o banco que recebe o salário.  Cuidado para não informar errado esses dados e tornar o processo de portabilidade demorado.

Saiba que a conta salário continua existindo, mas não receberá seu dinheiro do salário.

Diferenças entre conta salário e conta corrente

Fazer a portabilidade de salário pode ser uma boa opção uma vez que a conta salário é destinada somente para os depósitos realizados pelo empregador. Você nem qualquer outra pessoa poderá fazer depósitos nela.

Além disso, a conta salário não permite pagamentos de contas. Você terá de ir a um caixa eletrônico ou ao guichê do banco para sacar dinheiro e fazer seus pagamentos.

Na conta salário você só terá direito ao cartão de débito. Nada de limites de crédito, como cheque especial, nem cartão de crédito.

Portabilidade de crédito

A qualquer momento você pode solicitar a transferência de suas dívidas de empréstimo ou financiamento para o banco que desejar, caso encontre condições melhores para pagar a dívida.

Para tanto, deve solicitar ao banco atual um descritivo do que falta pagar de sua dívida e o histórico de suas contratações de crédito dos últimos 12 meses.

Com a documentação em mãos, entregar ao banco escolhido. Tudo acertado, o novo banco irá transferir o valor que falta para saldar a sua dívida para a instituição original e você começará a pagar as prestações para o novo banco na mesma quantidade de parcelas originariamente contratada.

Portabilidade de consignado

Se você tiver a opção de pagar menos juros no empréstimo consignado que fez, pode também solicitar a portabilidade.

Saiba que a portabilidade do consignado é realizada entre o banco no qual você tem o contrato e aquele que você deseja migrar.

Para começar o processo, você deve fazer o pedido ao novo banco. Ele entrará com a solicitação à CIP (Câmara Interbancária de Pagamentos), que por sua vez encaminhará a solicitação da portabilidade para que o primeiro banco informe o valor do saldo devedor para a quitação do consignado.

O novo banco pagará o valor que você deve de consignado ao primeiro banco e irá gerar um novo contrato. Você continuará pagando as parcelas ao novo banco pelo prazo estipulado no contrato original.

Consulte grátis seu CPF e SCORE
Comece agora uma nova vida financeira

Posts relacionados